COMPRAS      
 
TOPBOOKS - EDITORA E DISTRIBUIDORA DE LIVROS

CONTINUA a PROMOÇÃO:
livros com descontos
de 30% e 50%.

A Editora Imprensa Homenagens Especiais Destaques Recomendados eBooks Como comprar Fale conosco Início do site
CATÁLOGO O(S) AUTOR(ES)
 
 
 
Instagram
TOPBOOKS - Editora e Distribuidora de Livros

QUEM É DENISE ASSIS

No momento, a jornalista Denise Assis é assessora / pesquisadora da Comissão da Verdade do Rio de Janeiro. De dezembro de 2012 a abril de 2013, trabalhou como consultora da Unesco, investigando, para fins de elaboração de relatório, fatos da história brasileira recente para a Comissão Nacional da Verdade.

Nos últimos cinco anos, integrou a equipe de assessores da presidência do BNDES, onde teve como função, além do acompanhamento das atividades do presidente em eventos internos e externos, a elaboração de textos institucionais e a divulgação das principais linhas de inanciamento do banco.

Trabalhou em importantes veículos de comunicação do país: Veja, Isto É, O Globo, Jornal do Brasil (Prêmio Esso de equipe em 1987) e O Dia. Neste último, foi editora do caderno de educação, Prêmio Ayrton Senna de Jornalismo na categoria Veículo do Ano (1999). Também colaborou com revistas econômicas como Carta Capital, Exame, Rumos (ABDE) e Conjuntura Econômica (FGV).

Na revista Manchete, publicou, em fevereiro de 1994, a reportagem Araguaia 20 anos depois, durante a qual foram localizados ossos em Marabá (PA), enviados ao então ministro da Justiça, Maurício Corrêa. Como desdobramento, o governo do presidente Itamar Franco formou comissão para reabrir os processos de indenização aos familiares. A medida que instituiu as indenizações foi aprovada no governo de Fernando Henrique Cardoso.

A partir de um conjunto de reportagens investigativas e pesquisas na área dos Direitos Humanos, descobriu e recuperou o conjunto de filmes curta-metragem produzidos pelo Ipês (Instituto de Pesquisas e Estudos Sociais). Para contextualizar o achado escreveu Propaganda e Cinema a Serviço do Golpe - 1962/1964, lançado em 2001 pela Editora Mauad, que descreve o uso desses curtas para convencer a população brasileira a aceitar pacificamente o golpe de 1964.

Em decorrência do lançamento do livro, e da recuperação do conjunto histórico dos filmes do Ipês, recebeu Moção de Honra ao Mérito na Câmara dos Vereadores do Rio de Janeiro, em sessão solene no plenário em 29 de março de 2001. Ainda como consequência desse trabalho, ministrou palestra aos alunos de graduação do curso de História do Instituto de Filosofia e Ciências Sociais (IFCS) da UFRJ; na Semana de Estudos Históricos da Universidade Federal Fluminense, em Niterói; na Semana do Cinema dos Anos 60, no Sesc de Cuiabá; na Central Única dos Trabalhadores, no Rio; na IV Semana de Ciências Sociais da Universidade Federal de Juiz de Fora (MG); na Semana da Comunicação Sindical, organizada pela CUT/Rio, e na semana de debates em torno dos 40 anos do golpe de 1964, na Universidade do Estado da Bahia, em Vitória da Conquista. Palestrou também no Sindicato dos Funcionários da Justiça, em Porto Alegre (RS).

A convite do acadêmico Jean-Pierre Bertin Maguit, escritor especializado em temas sobre a Resistência francesa, doutor em História e professor de estudos sobre cinema da Universidade de Bordeaux, participou, como representante do Brasil, da Histoire Mondiale des Cinémas de Propagande. O livro reúne artigos de um autor de cada país onde o cinema influiu sobre os acontecimentos políticos. A coletânea foi publicada em Paris, em 2007, pela Editora Nouveau Monde.

Em novembro de 2008, paralelamente à atividade de assessoramento à presidência do BNDES, realizou, no espaço da Caixa Cultural RJ, a exposição “AI(s) Nunca Mais”, com 180 fotografias – a maior parte, inéditas – sobre o AI-5 e a ditadura militar. A mostra marcou os 40 anos da edição do AI-5, teve apoio da Petrobras, O Globo e Jornal do Brasil, e foi apontada pela Veja Rio entre as cinco melhores exposições do ano.

Em fevereiro de 2004, em parceria com o Jornal do Brasil, organizou uma série de matérias especiais intitulada: “Olhares sobre 1964 – 40 anos depois”. As páginas especiais circularam até março, sendo encerradas com um seminário na ABL que reuniu nomes históricos, tais como Miguel Arraes, Waldir Pires e Wilson Fadul. O público, de aproximadamente 800 pessoas, lotou o auditório e parte dele precisou ser acomodada em salão anexo, onde foi montado um telão. O seminário, que contou com o apoio da Eletrobrás, teve transmissão pela Rede TV e ficou no ar, ao vivo, das 9h às 19h.

No mesmo ano, ainda no Jornal do Brasil, Denise publicou a saga de madre Maurina Borges da Silveira, presa pela ditadura em 1969. Inocentada pela Comissão Militar, ela foi obrigada a permanecer no exílio por decisão do então ministro da Justiça, Armando Falcão, que expediu bilhete para o então chefe do SNI, e mais tarde presidente, João Baptista Figueiredo, apontando o risco de seu retorno ao Brasil.

Em agosto de 2004, organizou – em parceria com o Jornal do Brasil e o Museu da República (antigo Palácio do Catete) – o seminário “Um tiro que atravessou a História”, com o objetivo de debater, no palco dos acontecimentos, o suicídio do presidente Getúlio Vargas. Estiveram presentes o governador do Rio Grande do Sul, Germano Rigoto, o escritor Carlos Heitor Cony, o cineasta Murilo Salles e o chefe de departamento de História da UFF, Eurico de Figueiredo, entre outros. O evento contou com o apoio da Petrobras.

No mesmo ano, idealizou, coordenou e participou como autora da coleção “Elas são de morte”, editada pela Rocco, composta de nove romances policiais escritos por mulheres; Vende-se Vestido de Noiva é o título de sua autoria. O lançamento rendeu matérias no caderno Prosa & Verso de O Globo e no caderno Ideias do Jornal do Brasil, além de convites para os programas Espaço Aberto, com Edney Silvestre, na Globo News, e Sem Censura, da TV Educativa (hoje TV Brasil), no qual permaneceu por algum tempo como intermediadora das entrevistas, a convite da apresentadora, Leda Nagle.

Privacidade

Envio de originais

Mensagem do Editor

Topo Início Anterior
TOPBOOKS EDITORA E DISTRIBUIDORA DE LIVROS LTDA.
Rua Visconde de Inhauma, 58 - Sala 203 - Rio de Janeiro - CEP 20091-000
Telefones: (21) 2233-8718 ou (21) 2283-1039
Copyright © Topbooks, 2003 - 2019 - É proibida a reprodução total ou parcial sem autorização - Projeto QV