COMPRAS      
 
TOPBOOKS - EDITORA E DISTRIBUIDORA DE LIVROS

CONTINUA a PROMOÇÃO:
livros com descontos
de 25% e 50%.

A Editora Imprensa Homenagens Especiais Destaques Recomendados eBooks Como comprar Fale conosco Início do site
CATÁLOGO
 
 
 
Instagram
TOPBOOKS - Editora e Distribuidora de Livros

O HOMEM QUE INVENTOU A GLOBO CONTA A SUA HISTÓRIA

O americano Joe Wallach relata em livro, pela primeira vez, como
construiu em 15 anos a rede de televisão campeã de audiência do Brasil

Roberto Muggiati, especial para a Gazeta do Povo

Quem seria capaz de juntar numa longa e demorada fila celebridades como Boni, Tony Ramos, Betty Faria, Daniel Filho, Tarcísio Meira, Rosamaria Murtinho, Mauro Mendonça, Ilka Soares, Hans Donner, os banqueiros Carlos Alberto Vieira e toda uma legião de VIPs? Joe Wallach conseguiu esse feito na noite de autógrafos do seu livro Meu Capítulo na TV Globo (Topbooks).

Poucas horas antes do lançamento, ele detalha episódios da autobiografia numa suíte do Hotel Fasano que reservou especialmente para entrevistas. Às vésperas dos 88 anos de idade, Joe senta-se de frente para a orla de Ipanema, cartão-postal da cidade onde ele enfrentou, durante 15 anos, a grande aventura de sua vida. Em agosto de 1965, ele chegava ao Rio como enviado da Time-Life para acertar os ponteiros da parceria do grupo americano com as organizações Globo. “Foi uma verdadeira guerra, mais dura para mim do que aquela na Floresta das Ardenas, em 1944”.

Neto de judeus russos, nascido em Nova York, Joe Wallach trabalhou desde cedo na lavanderia dos pais, numa sorveteria, numa gráfica, enquanto estudava contabilidade numa faculdade pública. Aos 19 anos, foi convocado para a infantaria americana, que o mandou no inverno de 1944-45 para o inferno dos campos de batalha na Bélgica. Ferido em janeiro de 1945, passou a desempenhar funções fora de combate e, ao término da guerra, conheceu em Grenoble uma polonesa, Maryla Dytkowska, com quem se casou em Paris em 1946.

Depois de algumas mudanças de cidade e de emprego, foi parar em San Diego e começou a trabalhar numa pequena tevê, onde a garota do tempo era Raquel Tejada, depois superfamosa com o nome de Raquel Welch. O Canal 10 de San Diego foi comprado pela Time-Life em 1962, e o grupo o convidou para trabalhar no Brasil em 1965. Ele concordou – achando que seria bom para a família – mas sob a condição de só ficar um ano fora do seu país. Joe não podia sequer desconfiar que só voltaria para os EUA em 1980, depois de ter ajudado a fazer da Rede Globo uma das maiores potências televisivas do mundo. Não foi um trabalho fácil, foi mesmo uma guerra, como Joe a definiu. “Eu e Roberto Marinho nos comunicávamos em francês, não conhecia nada de português. Nas reuniões todos falavam a língua da terra, eu fazia cara de inteligente, mas não captava a maior parte do que era dito. Chegava tarde da noite ao meu pequeno apartamento e estudava português num livro de gramática, que me ensinou razoavelmente a língua”, relembra.

Aos poucos, estudando a grade de programação da tevê e acompanhando os índices de audiência, Joe Wallach tentou entender por que a Globo era a última colocada. Enquanto as outras estações levavam ao ar programas e novelas produzidos aqui, a Globo passava filmes americanos que não sensibilizavam o público brasileiro. En¬-quanto agilizava a área da contabilidade, Joe cancelava também contratos caros com a CBS e a Screen Gems que não traziam retorno algum de audiência. Mobilizava também a parte técnica, aprimorando o equipamento da emissora. Como disse José Bonifácio de Oliveira, o Boni, “sem o Joe Wallach teria sido impossível fazer a rede Globo. Ele nos ensinou a ter o pé no chão e participou ativamente da modelagem de todas as áreas. Foi o meu grande parceiro”.

Política

Dois inimigos políticos do dr. Roberto Marinho, o governador Carlos Lacerda e o chefão dos Diários Associados, Assis Chateaubriand, encontraram no acordo Globo/Time-Life um pretexto para atingir as organizações Globo. Joe Wallach teve de depor durante cinco horas diante de uma Comissão Parlamentar de Inquérito em Brasília. Na época, era acusado de ser agente da CIA e recebia telefonemas com ameaças de morte.

Duas pessoas foram fundamentais para a escalada da TV Globo, segundo Joe: Boni e Walter Clark. O folclore da imprensa batizou a dupla de Boni & Clark, em alusão ao megassucesso cinematográfico da época, Bonnie and Clyde, com Faye Dunaway e Warren Beatty. No capítulo do livro intitulado “A queda de Walter Clark”, Joe descreve com verve e uma ponta de afeto a personalidade de Clark. Fala da amizade entre o doutor Roberto e a “femme fatale” Regina Rosemburgo.

Um dia, Marinho pediu a Clark que desse uma volta com Regina pelas instalações da tevê. Numa viagem a Nova York, Walter decide acabar o casamento com Ilka Soares. Em Paris, Regina conhece um rico francês, Gérard Léclery, com quem se casa. Comenta Joe no livro: “Demorou para que Walter se recuperasse do baque. Algum tempo depois eu saía do An¬¬tonio’s quando me deparei com Regina na rua. Sua primeira pergunta foi: ‘Como vai o Roberto Marinho?’ Não foi: ‘Como vai o Walter?’ Seu interesse era no Dr. Roberto”.

Independência

Em 1971, Joe Wallach obteve a cidadania brasileira. Nesse mesmo ano garantiu a independência da Globo, aconselhando Ro¬¬berto Marinho a romper o acordo com a Time-Life e a ressarci-la pelos investimentos feitos no Brasil. Em 1980, voltou aos Estados Unidos e passou a dedicar-se à família. Uma de suas filhas é casada com o músico brasileiro Oscar Castro Neves. Divorciado da polonesa, depois de 15 anos de solteirice casou-se com Doreen, sua mulher até hoje. Tornou-se consultor da Rede Globo na Telemontecarlo e em 1990 voltou ao Brasil para participar com Boni da criação da Globosat.

Leituras, longas caminhadas, estudos de história universal – antiga e moderna – e viagens pelas paragens mais exóticas da Terra preenchem a vida atual de Joe Wallach. E, é claro, visitas regulares ao Brasil, país que ele ajudou a transformar – em todos sentidos – numa autêntica “aldeia global”.

Publicado no Caderno G da Gazeta do Povo (SC) em 06.09.2011

 

Veja também:

Xodó dos Marinho, Wallach diz que saneou finanças da TV Globo

15 anos na alta cúpula

Privacidade

Envio de originais

Mensagem do Editor

Topo Início Anterior
TOPBOOKS EDITORA E DISTRIBUIDORA DE LIVROS LTDA.
Rua Visconde de Inhauma, 58 - Sala 203 - Rio de Janeiro - CEP 20091-000
Telefones: (21) 2233-8718 ou (21) 2283-1039
Copyright © Topbooks, 2003 - 2019 - É proibida a reprodução total ou parcial sem autorização - Projeto QV